COSMOVISÕES E VÁCUO EXISTENCIAL NA CONTEMPORANEIDADE – UMA ABORDAGEM SEMIÓTICA

Versão para impressãoVersão para impressão
Palestrante: 
Enidio Hilário
Data: 
sexta-feira, Janeiro 15, 2021 - 10:00
Através de uma abordagem semiótica e da premissa de que o cinema é capaz de expressar de forma evidente as cosmovisões prevalentes no seu tempo, o presente ensaio pretende contribuir para a reflexão sobre o sofrimento mental contemporâneo.
 

Palavras chaves: Cosmovisões, cinema, niilismo, semiótica, desrealização, despersonalização.