Determinismo, liberdade e guerra de narrativas na esfera pública digital

Versão para impressãoVersão para impressão

A expansão do Big Data e seus métodos de guardar, recuperar e analisar informações digitais binárias fez surgir e ganhar força o "Dataísmo", uma perspectiva epistemológica que desconsidera, e mesmo desdenha, os métodos científicos tradicionais, preconizando até mesmo o fim da Ciência e o alvorecer de uma forma de conhecimento baseado não mais em probabilidades, experimentos e amostragens, e sim na coleta de informação diretamente a partir  do conjunto total, ou universo, dos objetos e fatos de interesse. Queremos discutir como o Dataísmo é novo tipo de determinismo que tem suas raízes em outras formas de determinismo que se desenvolveram deste o século 19 e atravessaram o século 20: o lógico-matemático, o cibernético, o biológico e o midialógico. Por fim, queremos mostrar como a semiótica e seus métodos associados, em especial o argumento por abdução ou hipótese, podem ser um contrapeso importante para evitar que o Dataísmo destrua as Humanidades.

Autor(es): 
Prof. Dr. Vinicius Romanini
Créditos: 
Grupo Interdisciplinar CLE Auto-Organização
Data: 
sexta-feira, Abril 26, 2019
Video: