Falece o escritor, psicanalista e educador Rubem Alves

Versão para impressãoVersão para impressão
Prof. Dr. Ruben Alves

O filósofo, escritor, psicanalista, teólogo e educador Rubem Alves, professor emérito da Unicamp, faleceu no final da manhã deste sábado (19/07/2014). Ruben Alves foi membro do CLE desde sua fundação, desligando-se voluntariamente por ocasião de sua aposentadoria da Unicamp.

A Unicamp decretou, em razão da perda de seu professor emérito, luto oficial por 3 dias, a partir de 21 de julho de 2014.

Rubem Alves tinha um grande número de publicações, entre crônicas, ensaios, contos e livros. Religião, educação, questões da existência estavam entre os temais mais frequentes em suas obras, muitas voltadas para crianças. Seus livros foram traduzidos para várias línguas, como o inglês, o francês, o italiano, o espanhol, o romeno e o alemão. Sua produção literária e acadêmica foi alvo de várias teses, dissertações e monografias.

Era bacharel em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul, em Campinas, mestre em teologia e doutor em filosofia pelo Seminário Teológico de Princeton (EUA). Além da Faculdade de Educação da Unicamp, Rubem Alves lecionou no Instituto Presbiteriano Gammon, na cidade de Lavras (MG), no Seminário Presbiteriano de Campinas, na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Unesp de Rio Claro. Era mineiro de Boa Esperança.

RTV apresenta bate-papo poéticoentre Rubem Alves e Adelia Prado

A RTV Unicamp reapresenta o vídeo: "Poesia - 'bate-papo' entre Rubem Alves e Adélia Prado". Nesse encontro, gravado em novembro de 1990, o educador e escritor Rubem Alves conversa com a poetisa mineira Adelia Prado sobre literatura, silêncio poético,prosa, licença poética, emoção, produção literária, arte e neurose. Segundo Rubem Alves, “A beleza da poesia não tem a ver com aquilo que está acontecendo no momento, mas tem a ver com aquilo que acontece sempre na alma da gente. Quando a gente vê a poesia, a gente volta às origens da própria alma, do próprio corpo. Com a poesia a gente está lidando com a verdade da gente”, afirma. Vale a pena conferir esse bate-papo, verdadeira aula de poesia.