Kant e a antropologia assimétrica: cosmopolitismo e dependência da ‘natureza’ humana

Autores

  • José Henrique Alexandre de Azevedo Universidade Estadual do Ceará

Resumo

Defendo que Kant erige uma ciência antropológica com um método de observação adaptado a ela, mas com um deficit em relação ao seu objeto de estudo. Assim, provaremos que a antropologia, entendida como ciência do conhecimento pragmático do que os seres humanos podem fazer de si, não consegue expor uma teoria da natureza humana que abarque a diversidade dos seres humanos em uma real universalidade, de maneira a revelar uma assimetria entre o que ele chama de raça branca e as outras, mulheres igualmente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-10-09

Como Citar

HENRIQUE ALEXANDRE DE AZEVEDO, J. Kant e a antropologia assimétrica: cosmopolitismo e dependência da ‘natureza’ humana. Kant e-Prints, [S. l.], p. 125–153, 2020. Disponível em: https://www.cle.unicamp.br/eprints/index.php/kant-e-prints/article/view/1428. Acesso em: 25 fev. 2021.